728 x 90

Membros da comunidade da PUC-SP lançam manifesto em defesa da democracia

Manifesto está aberto a adesões de professores, estudantes e funcionários da Universidade

Por iniciativa de professores, pós-graduandos e entidades estudantis foi lançado o manifesto “PUC-SP EM DEFESA DA DEMOCRACIA”, que destaca o papel histórico da universidade na resistência à ditadura militar e no processo de redemocratização do país nos anos de 1980, bem como atualiza essa importante tradição e o compromisso democrático da comunidade puquiana.

Segundo os professores Pietro Alarcon, Luiz Augusto de Paula Souza e Reginaldo Nasser, que estão entre aqueles que, de saída, subscreveram o documento, o manifesto foi a forma encontrada para declarar abertamente – por parte de todos os membros da PUC-SP que o consignarem – posição intransigente em defesa da democracia e do estado de direito em momento no qual aspirações e iniciativas autoritárias ameaçam a já combalida democracia brasileira.

O manifesto está aberto a adesões de professores, estudantes e funcionários da universidade! A íntegra do documento está no final da matéria.

Aqueles que quiserem apoiar o “PUC-SP EM DEFESA DA DEMOCRACIA” devem enviar mensagem para o endereço de e-mail manifestodemocraciapucsp2020@gmail.com, fazendo constar, exclusiva e respectivamente:

Para professores: nome completo e faculdade a qual pertence;
Para estudantes: nome completo e curso ou programa no qual está matriculado;
Para funcionários: nome completo e setor em que trabalha.
Para entidades: nome da entidade com manifestação expressa de autorização oficial para inclusão no documento.

Os organizadores informam que as novas adesões serão adicionadas ao manifesto e publicadas sistematicamente.

 

Leia o manifesto abaixo:

PUC-SP em Defesa da Democracia

Em toda sua história, a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) nunca se omitiu!

Desde sua fundação em 1946, nossa Universidade sempre se dedicou à formação acadêmica humanística, crítica e com visão social. Somos uma Universidade comunitária e filantrópica, que prega o diálogo e o empenho na promoção do bem comum.

Durante os momentos mais difíceis da ditadura militar, a PUC-SP resistiu e se notabilizou como um espaço democrático e progressista, servindo de oásis para proteger alguns dos grandes intelectuais do Brasil (que eram covardemente perseguidos pelo regime nas Universidades Públicas).

Nosso TUCA (inaugurado em 1965 com a peça “Morte e Vida Severina”) foi palco de inúmeros espetáculos culturais, acadêmicos e políticos e tornou-se uma referência por receber importantes eventos de contestação ao regime opressor.

Em 1977, a PUC-SP não se acovardou e abrigou grandes atos de resistência ao regime autoritário, como a Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e uma das reuniões para a reconstrução da União Nacional dos Estudantes (UNE). E pagamos o preço por isso.

Em 1980, liderados por Dom Paulo Evaristo Arns (o Cardeal do Povo), nós da PUC-SP tivemos a honra de eleger diretamente Nadir Gouvêa Kfouri como nossa Reitora, enquanto este mesmo direito era negado ao Povo Brasileiro.

Com a restauração da democracia, a PUC-SP floresceu: ensinou, aprendeu, desenvolveu conhecimentos científicos e culturais, prestigiou as artes, estimulou o debate, criticou as injustiças e ajudou a construir o Brasil. A PUC-SP vai continuar a cumprir esta sua vocação. Não parará jamais.

Em honra à história da PUC-SP, nós, professores(as), funcionarios (as) e estudantes (de graduação e pós), manifestamos nosso repúdio a toda e qualquer ameaça aos fins e valores constitucionais, à Democracia e aos direitos fundamentais, ao abandono e negligencia com os direitos sociais, especialmente com o direito à saúde e juntamo-nos às vozes que exigem a preservação de um ambiente de paz, tolerância e solidariedade.

A PUC-SP nunca se omitirá! Nós também não!

Assinaturas:

  1. Fernando Antonio de Almeida – Professor da PUC-SP (FCMS) e Vice-Reitor da PUC-SP
  2. Madalena Guasco Peixoto – Professora da PUC-SP (Educação) e Diretora da Faculdade de Educação da PUC-SP
  3. Pedro Paulo Manus – Professor da PUC-SP (Direito) e Diretor da Faculdade de Direito da PUC-SP
  4. Mariangela Belfiore Wanderley – Professor da PUC-SP (Serviço Social) e Chefe de Gabinete da Reitora da PUC-SP
  5. Márcio Alves Fonseca. Professor da PUC-SP e Pró-reitor de Pós-graduação
  6. Pietro Alarcón – Professor da PUC-SP (Direito) Coordenador da área de Direito Constitucional
  7. Luiz Augusto de Paula Souza – Professor da PUC-SP (FACHS)
  8. Reginaldo Nasser – Professor da PUC-SP (Relações Internacionais) e vice-coordenador do PPG
  9. Celso Antônio Bandeira de Mello – Professor da PUC-SP (Direito)
  10. Weida Zancaner – Professora da PUC-SP (Direito)
  11. Luiz Eduardo Wanderley – Professor da PUC-SP (Ciências Sociais)
  12. Pedro Serrano – Professor da PUC-SP (Direito)
  13. Gabriela Zancaner – Professora da PUC-SP (Direito)
  14. Mauricio Zockun – Professor da PUC-SP (Direito)
  15. Carolina Zancaner Zockun – Professora da PUC-SP (Direito)
  16. Eugênio Trivinho – Professor da PUC-SP (FAFICLA)
  17. Sandra de Camargo Rosa Mraz – Professora da PUC-SP (FAFICLA)
  18. Angela Brambilla Cavenaghi Lessa – Professora da PUC-SP (FAFICLA)
  19. Marcia Almeida Batista FACHS – Professora da PUC-SP (FAFICLA)
  20. Cláudia Elisabete Schwerz – Professora da PUC-SP (Direito)
  21. Sonia Barbosa Camargo Igliori – Professora da PUC-SP (FCET)
  22. Silvia Helena Simões Borelli – Professora da PUC-SP (FAFICLA)
  23. Marcus Vinicius Fainer Bastos – Professor da PUC-SP (FFAFICLA)
  24. Maria Laura Wey Martiz – Professora da PUC-SP ( FACHS)
  25. José Arbex Professor da PUC-SP. Núcleo de Jornalismo
  26. Fátima Regina Pires Assis. Professora da PUC-SP. (FACHS)
  27. Alípio Márcio Dias Casali – Professor da PUC-SP. ( Educação)
  28. Paulo José Reis Pereira. Professor da PUC-SP. ( Ciencias Sociais)
  29. Luiz Guilherme Conci. Professor da PUC-SP ( Direito)
  30. Altair Cadrobbi Pupo. Professor da PUC-SP (FCHS)

Entidades:

  • Associação de Pós-Graduandos da PUC-SP (APG PUC-SP)
  • Centro Acadêmico “22 de Agosto” (Direito PUC-SP)
  • Centro Acadêmico Leão XIII (FEA PUC-SP)
  • Centro Acadêmico Vital Brazil (Medicina PUC-SP)
  • Centro Acadêmico Soroenf (Enfermagem PUC-SP)

Texto publicado originalmente no Jornal da Puc-SP.

Compartilhe
Grupo Prerrô
ADMINISTRATOR
Perfil

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Mais do Prerrô

Compartilhe