728 x 90
  • Depois de corroer estruturas das Forças Armadas, bolsonarismo atinge bases da PM paulista

    Depois de corroer estruturas das Forças Armadas, bolsonarismo atinge bases da PM paulista

    • 07/04/2024

    Por Bruno Paes Manso Durante a redemocratização, ao longo de pelo menos três décadas, as Forças Armadas pareciam ter compreendido sua missão constitucional e se afastado da política. O bolsonarismo, contudo, botou tudo a perder. Os militares voltaram a disputar poder, promovendo uma das mais graves crises fardadas da história recente. Em São Paulo, um

    LEIA MAIS
  • Talvez seja hora de responsabilizar PM que invade domicílio, diz Schietti

    Talvez seja hora de responsabilizar PM que invade domicílio, diz Schietti

    • 03/04/2024

    Por Danilo Vital Para o ministro Rogerio Schietti, do Superior Tribunal de Justiça, os casos de entrada em domicílio por policiais que não têm autorização judicial, nem fundadas razões, acentuaram-se em recorrência e gravidade, a ponto de justificar até a responsabilização civil e penal dos agentes. A ponderação foi feita nesta terça-feira (2/4), durante julgamento

    LEIA MAIS
  • Como a Bahia se banhou em sangue

    Como a Bahia se banhou em sangue

    • 09/10/2023

    Por Daniel Cerqueira e Renato Sérgio de Lima A série de más escolhas que levou o estado a um nível assustador de matança policial – 56 casos, só em setembro Em setembro, 56 pessoas foram mortas pelas forças de segurança da Bahia – média de quase duas por dia. Três policiais morreram em confrontos. Os tiroteios e

    LEIA MAIS
  • Silvio Almeida pede apuração sobre mortes no Guarujá: ‘É preciso limite’

    Silvio Almeida pede apuração sobre mortes no Guarujá: ‘É preciso limite’

    • 31/07/2023

    O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, se manifestou hoje sobre a operação ocorrida no Guarujá (SP) na qual ao menos 8 pessoas morreram desde sexta-feira (28). O que aconteceu: O ministro afirma que “as denúncias são graves e merecem ser apuradas com rigor”. “Foi cometido um crime bárbaro contra um trabalhador que precisa ser apurado,

    LEIA MAIS
  • 30 anos depois do Carandiru, o massacre continua

    30 anos depois do Carandiru, o massacre continua

    • 08/08/2022

    Projeto de lei que prevê anistia a PMs é acinte aos fatos e à Constituição A violência policial no Brasil é marcada pela normalização de sua letalidade e impunidade. Os fatos são eloquentes. No último dia 2 de agosto, a Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que prevê anistia aos policiais militares processados

    LEIA MAIS
  • PMs são servidores dos estados e organizados sob hierarquia e disciplina

    PMs são servidores dos estados e organizados sob hierarquia e disciplina

    • 18/06/2021

    Por Ricardo Lewandowski Artigo originalmente publicado na edição desta sexta-feira (18/6) do jornal Folha de S.Paulo. Saber quem comanda as Polícias Militares é uma pergunta que não se restringe apenas à questão da responsabilidade última pela formulação das políticas de segurança pública, mas diz respeito ao próprio cerne da forma federativa de Estado, adotada por nós desde a proclamação da

    LEIA MAIS
  • STJ restabelece condenações de policiais do massacre do Carandiru

    STJ restabelece condenações de policiais do massacre do Carandiru

    • 09/06/2021

    Por Mônica Bergamo Ministro Joel Paciornik entendeu que o Tribunal de Justiça de São Paulo se equivocou em 2018 O STJ (Superior Tribunal de Justiça) restabeleceu as condenações dos policiais que atuaram no massacre do Carandiru, em que 111 presos foram mortos em 1992. As condenações de 73 policiais variam de 125 a 600 anos. O

    LEIA MAIS
  • Em três anos, policiais mataram ao menos 2.215 crianças e adolescentes no país

    Em três anos, policiais mataram ao menos 2.215 crianças e adolescentes no país

    • 14/12/2020

    Por Thaiza Pauluze Rio de Janeiro, São Paulo e Pará lideram ranking, e 69% das vítimas são negras Todos os dias, ao menos duas crianças e adolescentes são mortos pela polícia no Brasil. Alguns ganham as páginas e capas dos jornais, como o menino João Pedro Mattos, 14, morto dentro de casa em São Gonçalo, na

    LEIA MAIS
  • Reportagem de época ganha o prêmio direitos humanos de jornalismo

    Reportagem de época ganha o prêmio direitos humanos de jornalismo

    • 08/12/2020

    Matéria analisou todas as informações disponíveis sobre as 195 “mortes por intervenção de agentes do Estado” ocorridas em julho de 2019 A reportagem “Como morre um inocente no Rio de Janeiro” foi a vencedora do 37º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo – promovido pelo Movimento de Justiça e Direitos Humanos (MJDH), com a colaboração da Associação dos

    LEIA MAIS
  • Milícia influencia operações de batalhões da PM contra o tráfico em várias cidades do Rio

    Milícia influencia operações de batalhões da PM contra o tráfico em várias cidades do Rio

    • 07/12/2020

    Em Magé, na Baixada Fluminense, o chefe da milícia local era informante do batalhão. Por trás das dicas sobre paradeiros de traficantes, havia o interesse do miliciano em avançar sobre os domínios dos rivais. Em Itaboraí, na Região Metropolitana, paramilitares e PMs faziam operações conjuntas para matar traficantes. Já em Jacarepaguá, Zona Oeste da capital,

    LEIA MAIS
  • O ciclo vicioso da violência policial; ouça podcast

    O ciclo vicioso da violência policial; ouça podcast

    • 30/11/2020

    Fenômeno começa com as violações dos direitos humanos dos próprios policiais A morte é o fim mais trágico do fenômeno da violência policial no Brasil. E só em 2019 foram 6.357 pessoas mortas pelas polícias no Brasil. Mas onde é que a violência policial começa? O episódio do podcast Cara Pessoa, mostra o ciclo vicioso deste

    LEIA MAIS
  • Não podemos esquecer como chegamos até aqui

    Não podemos esquecer como chegamos até aqui

    • 05/06/2020

    A repressão às torcidas organizadas na Avenida Paulista é um triste deja vu das malfadadas marchas de 2013, um fenômeno que se iniciou com manifestações pacíficas do movimento passe livre e que ganhou contornos de “primavera brasileira”, senão em razão das desastrosas e violentas intervenções policiais. Essas, que se mostram, mais e mais, seletivas e enviesadas, o que escancara

    LEIA MAIS

Mais do Prerrô

Compartilhe