728 x 90
  • Proporção de negros assassinados no Brasil é a maior em 11 anos

    Proporção de negros assassinados no Brasil é a maior em 11 anos

    • 06/12/2023

    Por Lucas Lacerda Taxa de homicídios de pessoas negras era o triplo do índice para outros grupos em 2021, mostra Atlas da Violência A proporção de pessoas negras assassinadas no Brasil atingiu sua maior marca em 11 anos em 2021, mostram os dados do Atlas da Violência 2023, publicado nesta terça-feira (5) pelo Ipea (Instituto

    LEIA MAIS
  • Como a Bahia se banhou em sangue

    Como a Bahia se banhou em sangue

    • 09/10/2023

    Por Daniel Cerqueira e Renato Sérgio de Lima A série de más escolhas que levou o estado a um nível assustador de matança policial – 56 casos, só em setembro Em setembro, 56 pessoas foram mortas pelas forças de segurança da Bahia – média de quase duas por dia. Três policiais morreram em confrontos. Os tiroteios e

    LEIA MAIS
  • Brasil teve 795 indígenas assassinados entre 2019 e 2022

    Brasil teve 795 indígenas assassinados entre 2019 e 2022

    • 26/07/2023

    Relatório mostra que Roraima e Mato Grosso do Sul lideram homicídios O número de indígenas assassinados no Brasil entre 2019 e 2022 chegou a 795. Só no ano passado, foram 180. Esse é o destaque do relatório Violência Contra os Povos Indígenas do Brasil, do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), divulgado nesta quarta-feira (26). Em 2022,

    LEIA MAIS
  • Racismo: taxa de assassinatos cresce para negros e cai para o resto da população

    Racismo: taxa de assassinatos cresce para negros e cai para o resto da população

    • 17/01/2022

    Por Erick Gimenes Segundo estudo, taxa de homicídios de negros cresceu 11,5%, de 2008 a 2018, enquanto a de não negros caiu 12% O Brasil aprofundou o racismo no índice de assassinatos em seu território, conforme dados do Atlas da Violência 2020, apresentados nesta quinta-feira (27). O levantamento mostra que a taxa de homicídios de negros cresceu 11,5%, de 2008 a

    LEIA MAIS
  • Muito além do relatório

    Muito além do relatório

    • 21/10/2021

    “E agora, José? Com a chave na mão Quer abrir a porta, Não existe porta; Quer morrer no mar, Mas o mar secou; Quer ir para Minas, Minas não há mais. José, e agora?”  Do mágico Carlos Drummond de Andrade, poema José. Após 6 meses de investigação por uma Comissão Parlamentar de Inquérito que mobilizou

    LEIA MAIS
  • “Escandaloso”, diz Kakay sobre CPI não imputar crimes de homicídio e genocídio

    “Escandaloso”, diz Kakay sobre CPI não imputar crimes de homicídio e genocídio

    • 20/10/2021

    Por Carlos Eduardo Vasconcellos Para o criminalista, a não responsabilização de Bolsonaro pelos crimes de homicídio qualificado e genocídio indígena enfraquece os resultados da comissão parlamentar de inquérito; apesar disso, o advogado parabenizou a dedicação dos senadores, em especial o do relator Renan Calheiros (MDB-AL) O advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay,

    LEIA MAIS
  • Reportagem de época ganha o prêmio direitos humanos de jornalismo

    Reportagem de época ganha o prêmio direitos humanos de jornalismo

    • 08/12/2020

    Matéria analisou todas as informações disponíveis sobre as 195 “mortes por intervenção de agentes do Estado” ocorridas em julho de 2019 A reportagem “Como morre um inocente no Rio de Janeiro” foi a vencedora do 37º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo – promovido pelo Movimento de Justiça e Direitos Humanos (MJDH), com a colaboração da Associação dos

    LEIA MAIS
  • A ‘régua’ de Moro

    • 12/05/2020

    Definir uma ciência por meio de seus dados seria definir a física como ciência da leitura métrica, ou a biologia pela contagem de formigas. Nenhuma ciência se define por meio de dados. No direito, o uso de dados deve ser mais parcimonioso ainda, porque uma indagação do tipo “quantas pessoas tiveram seu recurso provido no

    LEIA MAIS

Mais do Prerrô

Compartilhe