728 x 90

‘É pesadelo voltar a ser interrogada no Brasil”, diz atriz argentina Thelma Fardin

‘É pesadelo voltar a ser interrogada no Brasil”, diz atriz argentina Thelma Fardin

A atriz argentina Thelma Fardin, 29, que acusa de abuso o ator argentino-brasileiro Juan Darthés, 57, afirmou em entrevista à Folha de SP, que ” seria um pesadelo ter de voltar a ser interrogada, periciada, revitimizada, depois de termos avançado tanto”. Na última sexta-feira (11) foi divulgado acórdão em que o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) atende a pedido da defesa de Darthés, concedendo habeas corpus no qual remete o processo para o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

Darthés foi denunciado por Thelma em 2018. Segundo a atriz, o ator a estuprou em um quarto de hotel em Nicarágua durante a turnê de uma peça infantil no ano de 2009, quando ela tinha apenas 16 anos. A atriz disse que só teve coragem de falar sobre o fato após Calu Rivero, outra atriz argentina, acusar Juan de abuso sexual.

Thelma Fardin contou à Folha que teve seu corpo examinado já duas vezes por peritos e que atravessou mais de quatro horas de interrogatório que considerou traumatizantes desde que iniciou o processo, “pelo nível de detalhes do que se perguntou e pela postura hostil da defesa”.

Para a atriz, “ir a outra instância ou outro tribunal que levasse tudo à estaca zero seria desestruturador para mim, sei que é isso que a defesa quer, que eu me canse”.

“Neste momento, não me foi permitido avançar no julgamento no Brasil. A mensagem que está sendo dada é que esses tipos de crimes não podem ser denunciados. Porque essa pessoa primeiro escapou da Argentina e foi para o Brasil onde não se extradita. Quando a Nicarágua fez o pedido de alerta vermelho para captura internacional, já em meio ao julgamento, agora nos anunciam do tribunal que aceitam o habeas corpus apresentado pela defesa de Juan Darthés”, disse Fardin à CNN.

Segundo matéria da CNN, a Justiça Federal esclarece que não houve o trancamento do processo ou absolvição do réu, mas sim tendo sido declarada a competência da Justiça Estadual de São Paulo para julgar o caso – por conta do ator morar hoje na capital paulista.

Me too Brasil divulga nota de apoio à atriz

O movimento Me too Brasil divulgou nota de apoio à atriz Thelma Fardin após a decisão do Tribunal Regional Federal. O movimento destaca esperar que a Justiça do estado acolha integralmente a instrução probatória e os atos processuais que correram em esfera federal. Confira a nota na íntegra em https://bit.ly/3HQGbVE

Publicado originalmente no Me Too Brasil.

Compartilhe
Grupo Prerrô
ADMINISTRATOR
Perfil

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Mais do Prerrô

Compartilhe