728 x 90

STF anula decisões de Gabriela Hardt, a juíza do copia e cola substituta de Moro

STF anula decisões de Gabriela Hardt, a juíza do copia e cola substituta de Moro

Seguindo a esteira da decisão proferida pelo Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), que reconheceu a existência de inúmeras “violações processuais” e de diversas arbitrariedades nos processos da chamada Operação Lava Jato, também nesta quinta-feira, 28 de abril, foi proferida importante decisão pelo Ministro Ricardo Lewandowski, que concedeu habeas corpus de ofício para anular os atos decisórios da Ação Penal n* 5059586-50.2018.4.04.7000, em trâmite perante a 13ª Vara Federal de Curitiba/PR, e remeteu os autos à Justiça Eleitoral.

A decisão se deu no âmbito da Reclamação Constitucional nº 52466, distribuída perante o Supremo Tribunal Federal em março de 2022, frente a vários excessos processuais ocorridos na Ação Penal originária, decorrente da deflagração da 56ª fase da Operação Lava Jato.

O Ministro Ricardo Lewandowski reconheceu, então, a “flagrante ilegalidade e abusividade dos atos praticados em desfavor do reclamante”, e determinou o redirecionamento do aludido processo à Justiça Eleitoral, anulando, desde logo, todos os atos decisórios praticados.

Trata-se de entendimento que reafirma a decisão histórica proferida pela ONU, coincidentemente na mesma data.

Marco Aurélio de Carvalho
OAB/SP 197538

Fabiano Silva dos Santos
OAB/SP 219.663

OAB/SP 319.902-A

Luciana de Freitas
OAB/ SP 349.694

Publicado originalmente no DCM.

Compartilhe
Grupo Prerrô
ADMINISTRATOR
Perfil

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Mais do Prerrô

Compartilhe